F3M | impacto da pandemia

Especialistas e profissionais do setor social debatem impacto da pandemia

2021-01-13

Analisar e debater o impacto que a atual pandemia de COVID tem tido no bem-estar psicológico dos dirigentes e trabalhadores das entidades do setor social foi o principal objetivo de uma sessão virtual que a F3M realizou no passado dia 29 de dezembro. Profissionais e instituições têm estado na linha da frente no combate à propagação do novo coronavírus, assegurando a proteção e os cuidados em respostas sociais de todo o país, frequentemente junto de grupos mais debilitados e, por isso, mais afetados.  A iniciativa contou com a participação de um importante leque de oradores, com experiência e conhecimento aprofundados no setor, dos quais se destacam Ana Gomes, Coordenadora da Comissão Nacional de Coordenação da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados, em representação do Ministério do Trabalho e Segurança Social, e Maria João Quintela, Consultora da Direção-Geral da Saúde e Presidente da Associação Portuguesa de Psicogerontologia. Na mesa redonda contamos ainda com a participação de outras personalidades da área social, nomeadamente Filomena Araújo, Presidente da UDIPSS Viana do Castelo, Horácio Felix, Presidente do Centro Social e Paroquial Nossa Senhora da Luz (Torres Vedras), incluindo a Psicóloga Adriana Paiva e Maria Manuela Miguel, Manager da F3M. Num momento delicado que o setor atravessa, torna-se de maior relevância a organização de fóruns que permitam levantar estratégias e partilha de experiências. Deste fórum podemos destacar algumas ideias chave das quais destacamos: •1• A Pandemia trouxe vários desafios e dificuldades. Importa retirar o melhor deste ano e integrar as novas aprendizagens no futuro.  •2• Num setor onde se trabalha de pessoas para pessoas, a humanização e empatia tornam-se num aliado para ultrapassar os obstáculos. •3• É um enorme desafio em aplicar no terreno, nas organizações todas as recomendações gerais.  •4• As estruturas de apoio, como as UDIPSS,  assumem o papel de facilitadores na mobilização de parcerias, na construção de novas formas de trabalhar em rede e fomentam um diálogo transversal e integrado. •5• As organizações são desafiadas a agir rapidamente e a reforçar a autoconfiança durante as suas intervenções. É imprescindível dotar os utentes, as equipas e as organizações de fatores protetores para fazer face aos fatores de risco e apostar em recursos para melhorar o bem-estar e estrutura psicológica dos envolvidos. Esta sessão marca o início do trabalho em rede e da criação de um espaço de partilha, discussão e desenvolvimento de recursos e estratégias. Veja ou reveja os testemunhos dos oradores.              

ler
certificações F3M

F3M estabelece desafio ambicioso de integrar as suas várias certificações num único sistema

2021-01-11

Com certificação em Gestão da Qualidade (ISO 9001:2015) há 14 anos, tendo sido a primeira empresa do seu setor reconhecida em Gestão de Serviços de Tecnologias de Informação (ISO 20000-1:2018) e uma das poucas empresas com certificação em Investigação, Desenvolvimento e Inovação (NP 4457), a F3M quer agora integrar as suas várias certificações num único sistema, mais focado, otimizado e resiliente. Um objetivo audacioso para o ano que agora se inicia e que demostra o impacto e a importância que estas distinções têm para a empresa e para os seus clientes. A F3M, uma importante referência na área das Tecnologias da Informação e Comunicação, em Portugal, reforça também, com esta nova meta, o seu empenho na melhoria contínua e na qualidade dos seus serviços. Patrícia Gonçalves Reis, Manager Quality & Investment Projects da F3M, afirma que "a F3M está hoje mais segura e capaz de garantir o cumprimento dos níveis de serviços acordados com os Clientes, com garantias de continuidade, disponibilidade e capacidade dos seus serviços, providenciando níveis adequados de controlo de segurança de informação, melhorando desta forma o desempenho dos seus Serviços e da Organização no seu todo." Saiba mais no testemunho partilhado pela APCER: https://apcergroup.com/pt/newsroom/2025/testemunho-f3m-information-systems  

ler
sessão F3M sobre a pandemia

Especialistas e profissionais analisam impacto da pandemia no bem-estar psicológico dos trabalhadores da área social

2020-12-24

Analisar e debater o impacto que a atual pandemia de Covid-19 tem tido no bem-estar psicológico dos dirigentes e trabalhadores das entidades do setor social (IPSS) é o principal objetivo de uma sessão virtual que a F3M vai realizar na próxima terça-feira, 29 de dezembro. Estes profissionais e instituições têm estado na linha da frente no combate à propagação do novo coronavírus, assegurando a proteção e os cuidados em respostas sociais de todo o país, frequentemente junto de grupos mais debilitados e, por isso, mais afetados.  A iniciativa vai contar com a participação de um importante leque de oradores, com experiência e conhecimento aprofundados no setor, dos quais se destacam Ana Gomes, Coordenadora da Comissão Nacional de Coordenação da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados, em representação do Ministério do Trabalho e Segurança Social, e Maria João Quintela, Consultora da Direção-Geral da Saúde e Presidente da Associação Portuguesa de Psicogerontologia. Farão parte de uma mesa redonda outras personalidades da área social, nomeadamente Filomena Araújo, Presidente da UDIPSS Viana do Castelo, Horácio Felix, Presidente do Centro Social e Paroquial Nossa Senhora da Luz (Torres Vedras), incluindo a Psicóloga Adriana Paiva e Maria Manuela Miguel, Manager da F3M. A sessão, que decorrerá das 15h00 às 17h00, é dirigida aos vários profissionais que atuam diariamente na área social, nomeadamente dirigentes, diretores técnicos, responsáveis pelos recursos humanos e outros trabalhadores e responsáveis das IPSS. Perceber que impacto tem a atual pandemia no bem-estar psicológico destes trabalhadores é a principal finalidade desta iniciativa da F3M, que encerra também o ano formativo do Training Centre. 

ler
F3M

F3M associa-se à campanha bracarense Juntos pelo comércio para ajudar a dinamizar a economia local

2020-12-03

Os colaboradores da F3M que façam as suas compras de Natal no comércio tradicional vão receber um apoio monetário que permitirá cobrir despesas efetuadas. A iniciativa, que pretende dar um novo impulso ao comércio tradicional local, vai ao encontro do apelo de responsabilidade social lançado pela Associação Comercial de Braga (ACB), que incentivou empresários do concelho a apoiarem este setor, um dos mais afetados pela atual crise pandémica. A F3M irá assim oferecer, a cada colaborador, um valor monetário fixo, utilizado para cobrir a aquisição de produtos, bens e serviços em estabelecimentos comerciais tradicionais durante a época natalícia, contribuindo, dessa forma, para dinamizar e revitalizar a economia local.  "O pequeno comércio é, sem dúvida, um dos mais afetados e um dos que mais está a sofrer com esta situação de pandemia. Por isso, quisemos fazer a nossa parte e dar o nosso contributo para que o Natal possa ser, na medida do possível, um pouco mais animador e otimista para todos", refere Pedro Fraga, CEO da F3M. "Com este gesto, que, para nós, pretende ser também simbólico e ao qual os nossos colaboradores se associaram desde a primeira hora, queremos evidenciar a nossa postura ativa, dinâmica e de apoio à comunidade e ajudar, no que for possível, para minimizar o impacto desta pandemia que, a todos, nos tem afetado de alguma forma, esclarece ainda o responsável. O agravamento da situação pandémica no país e as medidas mais restritivas para travar o vírus estão a ter um impacto forte na economia nacional. Os últimos dados divulgados pelo Banco de Portugal revelam que o endividamento da economia portuguesa voltou a subir para 738 milhões de euros, estando prevista, para os últimos meses do ano, uma nova uma contração na curva de crescimento da economia. 

ler
elegis

Serviço F3M de partilha de informação legal chega a cerca de 4 mil pessoas

2020-11-30

A F3M quer alargar o seu serviço de seleção, compilação e envio de informação legal para os profissionais de empresas e instituições. Há alguns anos que, semanalmente, a tecnológica reúne e disponibiliza numa newsletter digital gratuita – e-LEGIS - um conjunto de informações legais, nomeadamente novos diplomas ou alterações legislativas. Esta ferramenta é considerada pelos profissionais como fundamental, porque lhes permite estar informados e a par de alterações legislativas. A F3M vai agora lançar uma campanha de informação com o objetivo de alargar o número de subscritores. Um serviço que ganhou uma importância reforçada em tempos de pandemia, fruto da necessidade de alterações legislativas mais regulares. Além dos 4 mil clientes que já recebem esta informação semanal, a empresa pretende chegar a mais profissionais dos setores onde atua. Apoiar as entidades numa altura de incerteza e de alterações legais constantes, esclarecer dúvidas e ajudar na tomada de decisão são as principais finalidades da F3M.  Através da e-LEGIS, a newsletter de informação legal que desenvolveu para os seus clientes, a F3M pretende manter os profissionais a par das mais recentes alterações legais, no âmbito da Segurança Social, Solidariedade, Finanças, Justiça e Trabalho, apresentando ainda as últimas resoluções da Assembleia da República e do Conselho de Ministros. A par desta informação, a newsletter dá também destaque a várias medidas e datas referentes à Autoridade Tributária e Aduaneira e ao Portugal 2020. Além destes conteúdos, a e-LEGIS contém ainda um calendário fiscal com as datas mais relevantes, no sentido de alertar as empresas e instituições para a entrega ou envio obrigatório de documentos, submissão de relatórios ou liquidação e pagamento de impostos, como é o caso do IRS, IVA, IRC, entre outros.  “A e-LEGIS é um instrumento de trabalho e de orientação muito interessante para as organizações, porque apresenta toda a informação legal de forma estruturada, sistematizada e simples. Com o trabalho intenso do dia a dia, muitas vezes, os profissionais não têm tempo para ler este tipo de documentos com a devida atenção, sobretudo, agora, com a pandemia e em que as leis estão consecutivamente em reformulação. Queremos, por isso, com esta newsletter, ajudar os diretores de entidades, os técnicos e os líderes das organizações a tomarem decisões rápidas, com base neste documento simplificado que vamos preparando semanalmente”, refere Sergio Agrelos Administrador F3M.   

ler
F3M APTFeridas

F3M marca presença no 1.º congresso virtual da APTFeridas

2020-11-20

A Associação Portuguesa de Tratamento de Feridas (APTFeridas) realizará, entre os dias 23 e 27 de novembro, o primeiro congresso virtual nacional na área da Prevenção e Tratamento de Feridas sob o tema “APTFeridas 2020 | Rumo a uma nova dimensão”. A F3M associa-se a este evento e marcará presença com as suas soluções tecnológicas específicas para o setor da saúde. Convidámo-lo a participar e a consultar toda a informação que colocaremos à sua disposição neste evento, com particular destaque para a solução MpDS, solução mobile para agilizar o processo de captação de imagens clínicas de alta qualidade para diferentes contextos clínicos. A F3M com o projeto MpDS – Medical pre-Diagnostic System visou a investigação e desenvolvimento de uma solução mobile integrada e flexível para captação de imagens médicas com vários tipos de magnificações, que possa ser utilizada para o diagnóstico de um amplo espetro de patologias. Este projeto assenta numa das áreas de intervenção estratégica da empresa no setor da saúde e contou com o Instituto Fraunhofer Portugal como parceiro de investigação.  

ler
Portaria N.º 195/2020

F3M apoia entidades do Setor Social no processo de transição para novas regras ao nível da faturação

2020-11-09

A F3M está a lançar novas versões das soluções tecnológicas de gestão para entidades do Setor Social (IPSS), em resposta aos recém-publicados documentos legais que definem, entre outras medidas, a inclusão de um QR Code nas faturas já a partir de 1 de janeiro 2021. A par com estas atualizações, a F3M está também a realizar sessões de esclarecimento sobre o tema e a efetuar um trabalho de sensibilização junto dos seus clientes para ajudar as instituições e seus profissionais a adaptarem-se às novas regras de faturação.  De acordo com o Despacho nº 412/2020-XXII, de 23 de outubro, que introduziu alterações às datas definidas pela Portaria nº 195/2020, de 13 de agosto, faturas e outros documentos fiscalmente relevantes vão passar a incluir, a partir de janeiro de 2021, um QR Code, requisito que vai implicar alterações ao nível dos programas informáticos e também de configuração e imagem dos documentos.  Além de ser necessário realizar a instalação da atualização do software, será preciso que as instituições, por exemplo, verifiquem a personalização dos documentos. É ainda fundamental avaliar se as impressoras garantem a legibilidade do Código QR, uma vez que nem todos os equipamentos poderão estar preparados para este efeito. São vários os procedimentos que necessitarão de ser avaliados e analisados, pelo que a F3M tem vindo a aconselhar e a esclarecer dúvidas através de ações de informação sobre a temática. A inclusão de um Código Único de Documento (ATCUD), nas faturas e em outros documentos fiscalmente relevantes, passa a ser obrigatório só a partir de 1 de janeiro de 2022, ao contrário do que o inicialmente previsto pela Portaria. Ainda segundo aquele Despacho, a comunicação de séries documentais para obtenção do código de validação será permitida pela Autoridade Tributária (AT) aos sujeitos passivos apenas a partir do início do segundo semestre de 2021. "É uma realidade à qual as instituições se têm inevitavelmente de ajustar. E é, por isso, que estamos, junto dos nossos clientes, a fazer este trabalho de consultoria e aconselhamento permanente, sobretudo, porque têm existido muitas dúvidas quanto às informações que terão efetivamente de ser incluídas até ao próximo ano. É o caso, por exemplo, do Código Único de Documento (ATCUD) cuja inserção nas faturas foi adiada para 2022”, refere Filipe Pinto, responsável pela área social na F3M.  Além de combater a fraude fiscal, o Governo pretende, com estas medidas, desmaterializar processos e reduzir o uso do papel. A inclusão do QR Code nas faturas vai ainda dar aos contribuintes a possibilidade de, através de uma App instalada no seu telemóvel, validarem as suas faturas.     

ler
PIU INFÂNCIA

A F3M reforça o apoio a entidades do terceiro setor na sua transformação digital

2020-09-23

A F3M acaba de lançar uma solução tecnológica para o setor da Economia Social que vai ajudar os profissionais de instituições sociais ligadas à infância a dedicarem mais tempo aos seus utentes, permitindo, ao mesmo tempo, que encarregados de educação acompanhem à distância o dia a dia dos seus filhos. Com esta ferramenta 100% web, que pode ser utilizada em berçários, creches, infantários, centros de estudo, ATLs e Educação Pré-Escolar, a F3M reforça, uma vez mais, o seu apoio às entidades do setor que continuam a apostar na transformação digital. Esta solução possibilita o acesso rápido e simplificado dos profissionais a toda a informação sobre o utente, nomeadamente a hábitos, dados de saúde e plano individual. Permite ainda, entre outras funcionalidades, gerir entradas e saídas da instituição, atividades por sala, planos pedagógicos por utente e até ementas. “É uma solução que vai ser muito útil para os profissionais do terceiro setor. Além de poderem consultar toda a informação sobre o utente, podem ainda efetuar os registos necessários sobre as atividades diárias”, refere Pedro Fraga, CEO da F3M. “Acaba por ser uma espécie de central de informação sobre os utentes, estando em linha com os processos-chave definidos pela Segurança Social e orientações curriculares para a educação pré-escolar”, esclarece o responsável.  “Tem ainda a vantagem de ter associada uma aplicação que os pais poderão utilizar, a partir de qualquer lugar, para acompanhar o quotidiano dos seus filhos. O PIU Infância, nome que atribuímos à solução, pretende ser, sobretudo, um importante canal de comunicação entre os encarregados de educação e a instituição”, sintetiza ainda Pedro Fraga. Tornar as instituições sociais mais digitais, dinâmicas e eficientes, em resposta às atuais necessidades do setor, é também um dos principais objetivos da F3M. Recorde-se que a empresa tem sido parceira tecnológica de dezenas de entidades que se estão a reconverter à era digital. SAIBA MAIS

ler

F3M implementa plano de contingência para reforçar proximidade e apoio a clientes

2020-07-13

Manter o nível de qualidade dos serviços e todo o apoio a clientes, garantindo a segurança de todos é o principal objetivo do Plano de Contingência F3M, que determina um conjunto de ações e procedimentos a implementar em situações de contacto direto entre colaboradores e destes com clientes ou parceiros, quer nas instalações da F3M ou em deslocações externas.  Seguindo as recomendações da Organização Mundial de Saúde e das restantes entidades, foram implementadas, nas instalações da F3M, novas medidas de contingência. Além do uso obrigatório de máscara, está assegurado o distanciamento social, para que todos se sintam confortáveis nos seus respetivos postos de trabalho. Nas instalações F3M todos os lugares, superfícies e respetivos equipamentos são continuamente desinfetados para que o ambiente se mantenha limpo e seguro.   Os mesmos cuidados de higienização e prevenção são mantidos em deslocações externas da equipa F3M e em visitas a clientes. Na F3M mantemos a preocupação constante em estar ao lado dos clientes, sempre próximos, e, acima de tudo, a apoiá-los nesta fase de instabilidade, dando-lhes toda a confiança e otimismo para o futuro. Mantendo a motivação e empenho de sempre, continuamos focados em prestar um serviço de excelência e em entregar as melhores soluções tecnológicas, sem prescindir do contacto direto, reforçando continuamente a proximidade e a força das nossas relações.    

ler
prisma

Solução tecnológica 100% web para a gestão das óticas

2020-07-17

Está a aumentar o número de profissionais e de lojas que estão a utilizar o PRISMA, a solução tecnológica que a F3M desenvolveu para a gestão online das óticas. Só no primeiro semestre deste ano, a F3M registou um aumento de mais de 50% no número de utilizadores, bem como em lojas, onde o crescimento foi de quase 50%. Numa altura em que as empresas estão focadas na digitalização dos seus negócios e na adoção de soluções de gestão 100% web-based, o PRISMA ganha terreno e expande-se, sobretudo, no mercado nacional.  “Notámos, nestes últimos meses, um cada vez maior interesse por parte dos profissionais do setor. É uma ferramenta web-based, simples, intuitiva, fácil de utilizar e que permite gerir, em qualquer lugar e momento, as diversas atividades inerentes a uma ótica. Já era uma solução tecnológica muito requisitada, mas agora, com a digitalização dos negócios, em parte impulsionada pela pandemia, a sua procura aumentou significativamente", refere João Oliveira, responsável da F3M pelo setor das óticas.  Gerir o portefólio de produtos, stocks, encomendas e pedidos são algumas das tarefas que podem ser realizadas através do PRISMA, mas a solução é mais abrangente, de acordo com João Oliveira. "Conseguimos, através do PRISMA, tratar de questões relacionadas com a faturação, fidelização de clientes, comparticipações e transferências entre lojas e armazéns. Está também em linha com as atuais recomendações do novo Regulamento Geral de Proteção de Dados. É, por isso, uma solução muito completa, atual e na qual estão interligadas todas as áreas de uma ótica", realça João Oliveira. Desenvolvido pela F3M, especificamente para este setor, o PRISMA permite automatizar e otimizar processos, controlar cada etapa e gerir, com maior eficiência e assertividade, todas as operações. João Oliveira não tem dúvidas. Para o responsável, “com esta ferramenta, consegue-se ganhar tempo, rentabilizar custos, agilizar o trabalho das equipas e, com isso, fomentar a motivação e a produtividade global da ótica”.  Além desta solução, a F3M disponibiliza ainda apoio técnico e serviços complementares, nomeadamente ao nível da infraestrutura, privacidade e segurança. "Procuramos oferecer, aos nossos clientes, um serviço global e completo, que lhes permita estarem preparados para todas as necessidades do setor e para responderem, com assertividade, a todas as solicitações dos seus próprios clientes”, remata João Oliveira.  

ler
formação f3m

Há cada vez mais profissionais a recorrerem à formação remota para reforçar competências e combater o isolamento social

2020-06-23

É cada vez maior o número de profissionais que procuram formação à distância. Só nos últimos três meses, de março a maio, o número de participantes em ações de formação do Training Centre da F3M triplicou e a expectativa é que a procura continue a aumentar. Além de aproveitarem para reforçar conhecimentos, os profissionais encontram na formação à distância uma forma de combater o isolamento social imposto pela atual pandemia de Covid-19.  “Nos últimos três meses, tivemos uma média de 250 formandos por mês. Já em abril e maio, a média subiu para 300 participantes por mês", refere Filipe Cruz, coordenador da área da Formação na F3M, que admitiu terem reforçado a oferta formativa no Training Centre da empresa.   De acordo com o responsável, esta procura por formação à distância está diretamente relacionada com os efeitos da atual pandemia: "Há claramente um aumento da procura de formação, muito direcionada para aquelas que são áreas relacionadas com as questões pandémicas. Apesar da maioria das pessoas estar em teletrabalho, é notório que os profissionais procuram aperfeiçoar o conhecimento, combatendo, ao mesmo tempo, o isolamento social." Além das alterações à lei laboral, em tempos de pandemia, os profissionais procuram, sobretudo, formações relacionadas com medidas de apoio às empresas e proteção ao emprego. No top cinco dos cursos mais frequentados, estão também temas como as medidas de controlo da pandemia, de desconfinamento e estratégias para viver e trabalhar em confinamento.  "Não há dúvida que o novo vírus alterou a rotina dos profissionais, das empresas e das instituições. Nos últimos meses, foram diversas as alterações legislativas, as mudanças no trabalho – com a adoção, em muitos casos, do teletrabalho - as regras de distanciamento social e agora as medidas de desconfinamento e o regresso a uma nova "normalidade", todas estas questões suscitaram muitas dúvidas e isso contribuiu para que os profissionais procurassem mais formação, mais apoio e, claro, mais conhecimento", revela ainda Filipe Cruz. O responsável reconhece ainda que a qualidade da equipa formadora da F3M, o know-how técnico e científico e a experiência prática que implementam no contexto formativo têm motivado a procura da formação no Training Centre da F3M. Recorde-se que a F3M ministra formação em todo o território nacional (Continente e Regiões Autónoma dos Açores e da Madeira. Em 2019, contou com mais de 3000 participantes nas suas ações formativas.

ler
f3m

F3M apoia combate à Covid-19 com solução eletrónica de medicamentos

2020-05-12

Ajudar profissionais de saúde e utentes a combater a Covid-19, reduzindo momentos de contacto. É com este objetivo que a F3M está a oferecer a ferramenta tecnológica que desenvolveu para a prescrição eletrónica de medicamentos, a entidades e profissionais do setor da saúde. Esta ação, que decorre durante o mês de maio de 2020, pretende ser uma forma da empresa reforçar não só o apoio aos médicos, no âmbito da sua atividade, mas também ajudar unidades hospitalares, clínicas, unidades de cuidados continuados, internamento e residências sénior a protegerem os seus utentes e funcionários. Além da prescrição de medicamentos, o médico poderá também marcar exames complementares de diagnóstico e emitir atestados médicos destinados à carta de condução. Operações simples e rápidas que poderão agora ser feitas à distância, reduzindo riscos e a possível disseminação do vírus entre os profissionais e os utentes.  A solução, desenvolvida especificamente pela F3M para o setor da saúde, agrega um conjunto de funcionalidades que vão permitir ao médico gerir de forma rápida e intuitiva os vários procedimentos. Ter acesso a uma base de dados de utentes, pesquisar medicamentos, localizar exames médicos, registar atestados médicos para cartas de condução, gerar receitas automáticas e identificar os medicamentos mais frequentemente prescritos ao utente são algumas das operações que serão possíveis com esta ferramenta. Com a oferta da licença desta solução, a F3M espera apoiar unidades de saúde e profissionais nesta fase de adaptação e ajustamento a uma nova realidade. A pandemia veio alterar não só comportamentos como também estratégias e procedimentos no setor, contribuindo para a progressiva digitalização de processos. Este tem sido, de resto, o papel da F3M, apoiar e contribuir para a transformação digital das unidades de saúde.  Com uma vasta experiência no setor da saúde e várias centenas de clientes em todo o país, a F3M disponibiliza, para este mercado, um conjunto de soluções tecnológicas integradas que visam, acima de tudo, contribuir para a gestão estratégica e eficiente de qualquer unidade de saúde.

ler
transformação digital

F3M apoia Óticas na sua transformação digital e evolução tecnológica

2020-04-30

É tempo de mudança e de transformação digital nas Óticas portuguesas. Para fazer face à atual pandemia COVID-19, a F3M está a apoiar as óticas e os profissionais do setor a adaptarem-se e a adotarem novos métodos de trabalho, com recurso a soluções 100% web based, teletrabalho, formação e atividades digitais. Garantir que estas empresas continuem a responder, com qualidade e assertividade, às várias solicitações de clientes e parceiros é o principal objetivo da F3M. A criação e gestão de lojas online, que permitam disponibilizar aos clientes catálogos em formato digital, tem sido uma das maiores solicitações das Óticas. Desta forma as empresas podem não só divulgar, comercializar e escoar os seus produtos para qualquer parte do mundo, mas também criar promoções, gerir vouchers e toda a atividade relacionada com o cliente. A F3M está, também, a apoiar as empresas a migrarem e a implementarem soluções tecnológicas 100% web based, que facilitam e garantem a gestão das Óticas em qualquer lugar e momento. Através de ferramentas, como o PRISMA, desenvolvido especificamente pela F3M para este mercado, as empresas podem gerir, com segurança e de uma forma simples e intuitiva, os vários serviços das Óticas, bem como artigos, stocks, faturação e documentação, incluindo transferências entre lojas e armazéns.  Ainda a nível tecnológico, e em resposta aos desafios impostos pelo novo coronavírus, a F3M tem vindo a ajudar Óticas e profissionais de todo o país a adaptarem-se ao teletrabalho, garantindo, entre outros aspetos, a análise da infraestrutura tecnológica, o fornecimento de equipamento tecnológico, a configuração de ligações remotas e o apoio aos colaboradores, em termos de formação e manutenção da ligação à distância. Tem também vindo a realizar inúmeras sessões de esclarecimento ligadas a temas como o Novo Regulamento Geral para Proteção de Dados e Cibersegurança em tempos de pandemia. Mais do que mudar hábitos e métodos de trabalho, a Covid-19 veio acelerar a transformação digital das empresas e desfiar as equipas a repensarem a estratégia e a utilizarem novas ferramentas de trabalho. 

ler
pedro fraga

Empenho e garra, todos os dias mais que no dia anterior

2020-03-31

Não pretendo ser a milionésima pessoa a falar do período complicado em que vivemos e por isso vou tentar falar do mundo para além da COVID-19, não significando isto qualquer menorizar da preocupação que todos com certeza temos.  Na F3M, empresa que criei há quase 33 anos com mais três colegas de universidade, tentamos não nos focar exclusivamente na COVID-19 e pensar que tudo o que podemos fazer neste momento, como cidadãos, já o estamos a fazer. Por isso, como acionista e administrador de um conjunto de empresas com mais de 150 pessoas na Europa e em África tenho que olhar para o futuro e perceber que temos uma enorme responsabilidade como empresa perante aqueles que contam sempre connosco: os nossos clientes.  Num período difícil … adaptámo-nos. Incrementámos aquele que já era um hábito na nossa empresa, desde 2017, e temos atualmente uma grande parte dos nossos elementos em Home Office, terminologia que preferimos em relação ao termo Teletrabalho. A partir de cada uma das nossas casas ou da nossa sede em Braga, do nosso escritório em Lisboa, etc., tudo fazemos diariamente para apoiar os nossos clientes que se confrontam com dificuldades diárias na prossecução da sua atividade. São novos tempos e tempos de grandes desafios, em que temos reafirmado um compromisso total com cada entidade deste país que apostou nos nossos produtos e serviços fazendo todos os possíveis para que o nosso apoio seja ainda mais próximo.  Como empresa, não baixamos os braços. Cada um de nós … não baixa os braços. Desde o nosso primeiro dia de atividade no já longínquo ano de 1987, sempre entendi que uma empresa, per si, como mero objetivo de vida de um empresário, não tem razão de existir. Uma empresa existe porque “faz algo” que é útil para uma comunidade de clientes. Em tempos difíceis, mais do que nunca temos que ser úteis aos nossos clientes.  Esperamos ansiosamente pelo dia em que possamos todos sorrir, de forma franca e aberta, podendo dizer … vencemos. Vencemos como cidadãos e vencemos como empresa, pois estivemos sempre, mas sempre, ao lado dos nossos clientes, num momento tão difícil.  Aos nossos clientes deixo uma mensagem, mesmo sabendo que todos estão conscientes disso: Não desistam! Lutem pelas vossas empresas e instituições, pois este país e este povo merecem tudo. Só com o envolvimento de empresários, presidentes de instituições, Provedores e trabalhadores iremos conseguir superar juntos este período complexo. Empenho e garra, todos os dias mais que no dia anterior. Está ao alcance de nós fazer TUDO, o normal, o limite do possível e até o impossível. TODOS temos um papel, pessoal e profissional, nesta batalha. Pedro Tinoco Fraga CEO F3M, S.A. #VAMOSFICARTODOSBEM  #PORTUGALCONSEGUESEMPRE  

ler
gestão de surtos

F3M disponibiliza GRATUITAMENTE aos seus clientes solução tecnológica para gerir surtos

2020-03-16

A F3M está a disponibilizar, de forma gratuita a todos os seus clientes do setor social, uma ferramenta tecnológica que lhes vai permitir gerir de forma mais eficaz o surgimento e a gestão de eventuais surtos da COVID-19, apoiando a tomada de decisão e o controlo da doença.  A F3M junta-se assim às várias entidades tecnológicas em Portugal que estão a conceber soluções úteis e importantes para conter e combater a pandemia, desenvolvendo uma ferramenta fundamental para a área social, setor que tem continuado a dar uma importante resposta a uma alargada franja da população portuguesa e que lida diretamente com milhares de utentes, nomeadamente idosos, um dos principais grupos de risco elevado. Esta ferramenta permitirá, entre outras funcionalidades, registar, controlar e analisar o impacto da pandemia nas organizações. Com a nova solução da F3M, as entidades vão poder verificar e gerir dados relativos às deslocações de utentes e funcionários por país/zona com respetivo risco associado, assim como informação sobre sintomas registados e respetivas ações tomadas. As entidades vão poder também controlar casos de COVID-19 confirmados, períodos de quarentena e respetivas ações. A solução incorpora também a possibilidade de realizar análises de dados por sintomas, confirmações, salas/quartos, valências, estabelecimentos, setores, informações que poderão ser utilizadas para uma mais rápida e eficaz tomada de decisão por parte das entidades.  Com esta importante ferramenta de controlo e gestão, a F3M pretende dar mais um contributo para combater rapidamente esta pandemia. A empresa está a laborar dentro da normalidade, dando resposta e mantendo o apoio a clientes, tanto quanto possível. 

ler
F3M

2019 | Ano de forte crescimento na F3M Angola e F3M Moçambique

2020-01-28

A administração da F3M e os Managing Partner da F3M Angola (João Almeida) e da F3M Moçambique (Nuno Pereira) fizeram hoje o balanço da atividade das empresas no ano que agora findou.  Em qualquer uma das geografias a F3M apresentou um fantástico crescimento, que superou as melhores expetativas definidas no início do ano. Em Angola e Moçambique as duas empresas cresceram em termos de volume de negócio, instalações, equipa de RH, etc., como corolário de um trabalho empenhado das equipas residentes nesses países.  Ao mesmo tempo foram analisadas as perspetivas para 2020 em que os objetivos são claros e idênticos nas duas geografias: crescer de forma sustentada e continuar a entregar valor aos clientes.  A administração da F3M, SA, reconheceu o excelente trabalho efetuado pelas duas empresas (F3M Angola e F3M Moçambique). Para Pedro Fraga “o facto de sermos empresas de direito local, com uma fortíssima presença de quadros locais, tem-nos dado sempre a perspetiva correta, que é criar riqueza nestes dois países ao invés de uma abordagem de ter aqui uma mera extensão da operação em Portugal. Estas duas empresas são hoje realidades completamente consolidadas em Angola e Moçambique e como sempre dissemos… estamos para ficar”.  João Almeida e Nuno Pereira, comungaram da mesma opinião, referindo que “o nosso trabalho diário em Angola e Moçambique não teria sucesso se não fosse a excelência das equipas que nos rodeiam. Temos que admitir que é gratificante chegar ao fim de um ano tão cheio de desafios como foi 2019 e perceber que superámos todos os nossos objetivos e que, mais importante que tudo, temos o reconhecimento dos nossos clientes”.

ler

Intervenções no edifício F3M Sede irão proporcionar melhores e mais espaços de lazer aos seus colaboradores

2020-01-06

A F3M orgulha-se de ter assegurado mais uma vez, e pelo nono ano consecutivo, a sua presença na restrita lista das 100 Melhores Empresas para trabalhar em Portugal. Tal atribuição é fruto de vasto conjunto de iniciativas já implementadas, mas ainda assim é objetivo da F3M continuar a melhorar as condições de trabalho dos seus mais de 100 colaboradores e impulsionar cada vez mais a sua motivação. Todas as empresas são empresas de … pessoas. E, mais importante do que dizê-lo, há que vivenciar essa expressão todos os dias.  Neste sentido, e de forma a responder a anseios da equipa F3M serão iniciadas, em breve, obras no edifício F3M Sede, que visam disponibilizar melhores e mais alargados espaços de lazer, cantina, bar, biblioteca, etc.  Para Anabela Maia, HR Manager da F3M, “esta é uma forma de nos sentirmos melhor no nosso espaço, na nossa empresa. O edifício sede foi construído há 13 anos e temos vindo a fazer intervenções pontuais no interior e exterior – jardins, parques de estacionamento, etc -, mas desta vez decidimos realizar uma intervenção mais profunda, visando fundamentalmente a melhoria de espaços que são utilizados todos os dias por todos nós. Esta, é também, uma forma de concretizar o slogan To Be F3M … FEEL iT e não posso deixar de realçar que na génese deste projeto esteve um desafio interno lançado aos colaboradores, visando a melhoria do espaço comum. Esse projeto foi objeto de amplo debate interno, tendo-se chegado a uma solução consensualizada nas últimas semanas de 2019. Teremos dois meses de alguma perturbação diária da nossa atividade mas estamos todos cientes que no final sentir-nos-emos, ainda, melhor dentro do nosso espaço sede.”

ler

F3M lança solução inovadora na Medica e no Congresso ATP Feridas

2019-11-25

A F3M está a lançar no mercado uma inovadora ferramenta tecnológica para o setor da Saúde e marcou presença em duas das mais importantes feiras da área, a MEDICA (Alemanha) e o Congresso ATP Feridas (Portugal). Nestas duas iniciativas, dirigidas especificamente para profissionais de Saúde e entidades do mesmo setor, a F3M deu a conhecer a solução MpDS - Medical pre-Diagnostic System e as suas principais vantagens, incluindo o website da aplicação, também recentemente divulgado.  Desenvolvida em parceria com a Fraunhofer Portugal, a maior organização de investigação aplicada na Europa, esta solução tecnológica garante a captação automática de imagens de alta qualidade, a partir das quais é realizado o processo de caracterização e avaliação de feridas. Trata-se, por isso, de uma ferramenta de elevado valor para os profissionais e para os doentes, uma vez que é capaz de simplificar e agilizar procedimentos, evitando deslocações desnecessárias, tanto por parte dos técnicos como de utentes. Através da App MpDS é possível identificar e caracterizar uma ferida, em apenas 20 segundos, e ter acesso à visualização gráfica da evolução da ferida, ao longo do tempo. A sua utilização é particularmente útil em lares e residências sénior, apoio domiciliário, tratamento em ambulatório, internamento hospitalar e em unidades de cuidados continuados.  Uma das suas principais funcionalidades é a Segunda Opinião, módulo que permite a partilha de opinião entre profissionais de saúde. Esta partilha é assegurada através de comunicação via Chat e inclui a possibilidade de envio de relatórios, garantido um elevado nível de confidencialidade dos dados. Além da implementação do MpDS, a F3M garante um serviço de apoio ao cliente, assegurando a utilização plena do software, desde a configuração, a utilização correta do software, passando pela ajuda no esclarecimento de dúvidas. Saiba mais sobre o MpDS AQUI.  

ler

Mais notícias