Faça login no Portal Assistência Remota
ABR'2017

Cada vez mais a gestão das IPSS obedece a rigorosos critérios de qualidade e organização que importa relevar, independentemente da dimensão que a Instituição possa assumir.

Eis alguns fatores críticos para o sucesso: a tomada de decisão, a definição de objetivos e metas, a gestão da mudança, a motivação dos recursos humanos, a gestão de equipas e o trabalho em equipa, a gestão do tempo e dos fatores geradores de stress.

As decisões são o reflexo da organização e definem o seu futuro. É essencial levar em linha de conta alguns fatores-chave: definir o processo de tomada de decisão; evitar indecisões; controlar as emoções e apostar na racionalidade; gerir as expectativas dos colaboradores.

É fundamental definir os objetivos e metas a alcançar: saber para onde se quer ir e os resultados que se pretende alcançar!!! A simplicidade é a chave. Os objetivos devem ser específicos (manter o foco), mensuráveis, atingíveis, realistas e enquadrados temporalmente. 

A Mudança pode ser a chave para manter elevados níveis de motivação dos colaboradores. Mudar evita zonas de conforto, promove a renovação, evita hábitos, rotinas e comportamentos e potencia novas ideias. 

Motivar e liderar pelo exemplo. Os recursos humanos de uma Instituição revêm-se (ou não) nas atitudes do seu líder, no exercício da autoridade, na empatia criada e no reconhecimento do seu trabalho.

A gestão das equipas de trabalho é dos processos mais complicados numa Instituição. Criar um espírito de equipa envolve dois fatores-chave: por um lado, a capacidade de gerir uma equipa e, por outro lado, saber trabalhar em equipa.

O sentimento de equipa inicia-se na gestão e estende-se aos colaboradores. É fundamental dominar todos os elementos fundamentais inerentes à “Equipa”: como liderar, comunicar, manter o espírito de equipa, definir claramente os papéis na equipa, motivar e incentivar à proatividade e saber negociar. Na equipa, não se pode utilizar a expressão “Eu”. Na equipa só o “Nós” é permitido.

Por fim, é necessário ter presente que o Stress pode ser nosso amigo. O tempo e a pressão devem utilizados positivamente no trabalho. O segredo para baixos níveis de stress passa por organizar o tempo, definir prioridades, delegar funções, saber dizer “Não”, manter a calma e sorrir.

A F3M disponibiliza uma série de ações de formação sobre estes temas relevantes e essenciais às boas práticas na gestão das IPSS.


António Filipe Cruz
Gestor de Formação e Coordenador Pedagógico
F3M Information Systems, S.A.



Voltar